Título:  Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Edição: 1
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 272


Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.


    Classificação:
          

   Há muito tempo eu queria ler um thriller psicológico e começar com Caixa de Pássaros fez definitivamente com que eu amasse e passasse a admirar muito esse gênero incrível. Gente esse livro é, sem dúvidas, uma das melhores leituras que passou por meus olhos e cravou fundo em minha mente, deixando marcas que nem o tempo conseguirá apagar. A história e super inteligente, macabra e assustadora, mas cada segundo de leitura foi ainda mais instigante que o anterior.

“O garoto pega a mão esquerda de Malorie. A Menina aperta a direita com seus dedinhos. Vendados, os três saem da casa.”

    A trama não-linear, remetendo ao passado e ao presente, conta sobre a vida de Malorie desde o momento em que esteve grávida, sua história de superação e de esforço, até o momento em que seus filhos já estão com quatro anos de idade. Nesse meio tempo coisas misteriosas e macabras acontecem como uma "criatura", aparentemente, que não pode ser vista, já que todas as pessoas que, de fato, a viram não puderam ficar vivas pra contar a história. É simples assim, a pessoa vê a "criatura" e logo depois fica "louca", pode matar outros e depois se suicida, ninguém sabe o que é, pois quem vê não fica vivo para dizer.

“Ele poderia ter entrado em qualquer momento. Poderia ter quebrado uma janela. Poderia tê-la atacado quando ela ia pegar água no poço. Por que esperaria? Sempre seguindo, sempre rondando, só que ainda não estava pronto para atacar.”


   A "praga da criatura" chega aos EUA e em menos de uma quinzena a cidade já está um caos de cadáveres, nem os animais escapam. As portas estão trancadas, as lojas fechadas, janelas cobertas por panos, olhos vendados, tudo parado. O Mundo parou, mas Malorie não. Após a morte de sua irmã ela vai para uma casa onde, segundo o que ela viu no jornal, as pessoas podem se refugiar para se proteger da criatura.

    
   Esse grupo de sobreviventes era composto por Tom, Cheryl, Jules, Félix e Don. Receberam Malorie, mesmo preocupados com a criança que viria a nascer. A casa tinha comida enlatada, um poço, um porão e sótão seguros. Contudo, a higiene era mínima; talvez seu bebê simplesmente não resistisse num lugar tão inapropriado.  Mas havia mais ricos de se morar em grande número de pessoas: os deslizes. Era preciso somente uma venda cair, um cobertor rasgar ou uma porta ser aberta para toda esperança se esvair.

    A partir daí temos uma história de mortes, sofrimento, superação, aventura, ação e muito, mas muito terror. A narração acontece em terceira pessoa, e é tão viva e real que você sente o coração pulsando forte no peito, como se o autor estivesse falando com você e você estivesse passando por todo aquele pesadelo. É algo muito forte o livro, e consideravelmente não pode ser lido a noite. 

“Remar vendada é ainda mais difícil do que Malorie havia imaginado. Já aconteceu de muitas vezes o barco bater nas margens e ficar preso por vários minutos. Durante esse tempo, ela foi tomada por imagens de mãos invisíveis tirando as vendas dos olhos das crianças. Dedos emergindo da água, surgindo da lama das margens.”
   A trama é única, incrível e original. Não posso, novamente, falar da edição porque li a digital do Google Play Livros, mas tenho todos os motivos do mundo para indicar Caixa de Pássaros, apesar do medo, o livro é muito inteligente e realmente me apaixonei por ele. Altamente, indiscutivelmente, totalmente recomendado, principalmente para os amantes do gênero. Esse livro vai mexer com seu psicológico. 


Deixe um comentário