Título:  A Rainha Vermelha
Autora: Victoria Aveyard
Edição: 1
Editora: Seguinte
Ano: 2015
Páginas: 424
A Rainha Vermelha - O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe — e Mare contra seu próprio coração.


    Classificação:
          

   Desde que a Seguinte anunciou a publicação de A Rainha Vermelha eu já decidi que o livro iria entrar para minha lista de leituras, principalmente por ser uma distopia. Como surgiu a Maratona Literária de Inverno, decidi por coloca-lo na TBR e ler na segunda semana da Maratona, e pode crer não me arrependi disso. Quando comecei a leitura acreditei que A Rainha Vermelha era só mais uma distopia, igual e baseada nas outras de sucesso, mas eu estava errado. Red Queen é uma distopia única, original e sensacional, com uma leitura que te prende do início a última palavra. 
    
   Mare é uma adolescente de 17 anos considerada uma vermelha. Na cidade de Palafitas que é onde mora, a sociedade é separada pela cor do sangue. Ela vive em uma situação muito difícil onde mal tem o que comer, não consegue arranjar emprego e começa a ficar desesperada pois se até os 18 anos ela não arrumar nenhuma ocupação ela deverá ir para guerra junto com seu amigo Kilorn.

   A sociedade no livro é dividida pela cor do sangue: prateados - que possuem poderes capazes de controlar forças da natureza - e vermelhos que tem a função de servir aos prateados. O país onde Mare mora é controlado por meio de uma Monarquia, onde um rei e uma rainha controlam tudo. O mais inusitado que acontece é que Mare acaba por ser contratada para trabalhar no palácio, chegando lá alguns eventos fazem-na perceber que apesar de ser uma vermelha ela possuí um dom ímpar, de controlar a eletricidade, a partir daí temos o relato de suas desventuras - aventuras - tentando sobreviver, omitindo os fatos, sobrevivendo a eles e salvando aqueles que ama. 

   O livro é realmente incrível, é até mesmo complicado explicar isso em uma resenha, só lendo mesmo pra ter noção do esplendor que o livro é. Uma trama com inúmeras revelações que fazem o leitor delirar, com traições, romances, mentiras e guerras. A queda das cortinas nunca foi tão instigante e reveladora. 


    
   Diante de um cenário como esse é impossível iniciar a leitura desse livro sem desejar fervorosamente desvendar cada mistério que ronda a história. Narrado em primeira pessoa a partir do ponto de vista de Mare, o leitor é influenciado pela perspectiva dela a respeito não só de situações, como também, de pessoas.

Esta é a verdadeira distinção entre prateados e vermelhos: a cor do sangue. Esta única diferença os torna mais fortes, mais inteligentes e melhores que nós. p. 14

    Os personagens são bem poucos e a história gira em torno principalmente de Mare, que é uma garota que, sem dúvidas, será tão amada quanto Katniss e Tris, por se mostrar uma menina forte e batalhadora, que não se abala por qualquer coisa, nem se deixa levar por qualquer papo. No livro a única coisa que achei que realmente faltou foi algumas pitadas de emoção pra tornar a ação e a aventura ainda melhores, fora isso na minha opinião é um livro maravilhoso. 

   Não posso falar muito sobre a edição porque li no formato digital do Google Play Livros, mas para finalizar repito que o livro é realmente muito bom e seu sucesso se deve ainda mais por ser, digamos, uma mistura de Game Of Thrones, A Seleção e X-Men. Altamente recomendado!


3 Comentários

  1. Nossaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, apenas isso que vem em mente, acabei de anotar esse livro, via muitas fotos mas não tinha parado para ler do que se tratava, li agora e completamente desejo na minha humilde estante <3

    Beijinhos :*
    http://www.eraoutravez.com

    ResponderExcluir
  2. Eu estou louca por esse livro faz um bom tempo e a cada resenha que leio só aumenta minha vontade de conhecer este livro. Eu sou louca por distopias e todo mundo fala muito bem desta.
    Sua resenha ficou ótima e me deixou mais curiosa para conhecer esta história.
    Abraços!
    http://eusuponho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Sinto que esse livro está me percebido para ser lido, é bom saber que ele é bom por que vou acabar não resistindo! 😂

    http://torradascomcha.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir