Título:  Garota Exemplar
Autor: Gillian Flynn
Edição: 1
Editora: Intrínseca
Ano: 2014
Páginas: 448


Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, “Garota Exemplar” alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?


    Classificação:
          

   Um dos livros mais incríveis e inteligentes que já tive a oportunidade de ler, Garota Exemplar é daqueles que você, literalmente, devora e fica pensando nele por dias. Vale lembrar ainda que ele já foi adaptado para as telonas, então assim que ler, corre pra ver o filme. Se já assistiu ao filme, corre e lê o livro é mil vezes mais emocionante e explicativo. 

   Os capítulos são alternados entre a visão de Amy e Nick, e divididos em três partes. Na primeira parte, a visão de Amy é dada por seu diário e prevalece a pergunta sobre o que estaria por detrás de seu desaparecimento, principalmente por sua visão ser tão divergente da de seu marido, como se duas histórias opostas estivessem sendo contadas. Devo destacar o quanto a escrita da autora me agradou, pelas frases serem compostas para transmitirem com exatidão pensamentos e emoções, e por serem notáveis por isso. Sentia como se eu, de fato, estivesse na pele das personagens, e as frases de impacto foram um ponto mais do que positivo na narrativa.




     De começo a leitura é meio arrastada entre as reflexões emocionais de Nick, entretanto em menos de cinquenta páginas o clima do livro esquenta e as dúvidas começam a afligir o leitor. O fato é que os pontos de vista dos protagonistas são completamente discrepantes, de forma que enquanto Nick descreve uma esposa fria e um casamento desmoronando, Amy escreve sobre amor, recomeços, e um Nick alheio às tentativas de reconciliação de sua esposa. Portanto a grande dúvida da trama não é apenas a respeito do que realmente aconteceu com Amy, mas sim de quem, nesse emaranhado de emoções e lembranças, está dizendo a verdade: Nick, com sua frieza e indiferença calculada, ou Amy, com seu sorriso dócil e memórias calorosas? E o charme da história é que, independente de nossas teorias, a autora consegue surpreender completamente o leitor, deixando-nos de queixo caído com seu talento e criatividade

   A construção da narrativa e toda a indução é tão incrível que você nem percebe que foi enganado durante toda a narrativa e quando as cortinas caem, você cai junto! Os personagens, assim como o resto, tem uma ótima construção, dando ao livro um qualidade única e verdadeiramente maravilhosa. Altamente recomendado. Garota Exemplar é um dos melhores e mais verdadeiros livros que já li. E isso não significa que a história seja um reflexo puro de nossa sociedade, mas sim que a trama é capaz de mostrar com veracidade a obscuridade da mente humana – o que, sem dúvida, dá margem para infinitas reflexões sobre quem nós verdadeiramente somos sem máscaras e sem falsidades.


Deixe um comentário